coeur

«Só há felicidade para o homem quando o archote da dor intensa se acende nele; é somente então que começa seu nascimento espiritual; é então que, a exemplo dos profetas, ele grita dia e noite e se lamenta pelo seu fado e pelo destino da posteridade humana. Deita-se em meio a suspiros; passa a noite em lágrimas; levanta-se ainda chorando e, durante todo o dia, carrega amargura em seu coração. Assim é a dura prova pela qual é preciso que o homem de verdade espere vir a passar. Enquanto ainda não chega lá, não lhe é permitido se considerar como já nascido.»

Louis-Claude de Saint-Martin

Anúncios